sábado, 15 de outubro de 2011

O QUE É SER PROFESSOR?


Ser professor... uma geografia da disposição, da relação.
Para mim, ser professor é uma escolha.
Pensar nessa figura, nesse habitante da escola, é pensar em alguém que escolheu dedicar seus passos aos outros. Um habitante que se confunde com a própria escola, que se torna um espaço de atravessamento dos outros, dos saberes, das culturas. Esse habitante é o parceiro, o companheiro, aquele que desafia, que frustra, que apresenta caminhos. 
Aprendi a ser professor sendo professor. Tornei-me professor quando percebi que ser professor não é professar linhas, métodos ou didáticas. Ser professor é abrir-se ao outro, às relações. Ser professor é ter uma disposição,uma disponibilidade para ser atravessado pelo mundo. É deixar de ser e ser um outro a todo instante. 
Aprendi a ser professor com olhares, com gestos, com as palavras de meus estudantes. Sempre soube que ser professor era colocar-se entre um ensino e uma aprendizagem... um lugar onde a educação é relação... daqueles que se dispõem a atravessá-la. Um espaço de “ensinagem”, da união entre ensino e aprendizagem. Nesse espaço, o professor é estudante, o estudante é professor, a escola é a afirmação de um espaço relacional. Gosto de pensar e conviver com um professor que provoca encantamentos, mas que também se deixa encantar por seus estudantes. Encantamentos pelos temas de trabalho, por seu estudo, pelas crianças, por suas escolhas. Alguém que se dispõe aos encantamentos. Um encantamento que movimenta, provoca, desloca, faz com que queiramos sempre mais. Para ser esse habitante da escola, é preciso provocar e ser provocado. É essa dinâmica, esse jogo, essa relação, que transforma o professor em estudante! Professor-estudante que se joga nas brincadeiras, nas relações, que dá limites, fronteiras, espaços, que cuida de seu grupo, que cuida de cada um que convive com ele. Alguém que se joga na cultura, enriquece linguagens, compromete-se com as suas escolhas. Professor-estudante precisa de estudo. Tem de se jogar nas letras e livros, nas imagens e sons, nas ideias e pensamentos, nas conversas e discussões. Ler, escrever, discutir, escutar música, ver filmes, saber e sentir as coisas que passam pelo mundo afora... São condições para a ampliação das linguagens que se constroem dentro do espaço escolar.

Marcelo Cunha Bueno  Revista Crescer





HOMENAGEM DO NOSSO BLOG A TODOS OS PROFESSORES.

                         


quarta-feira, 12 de outubro de 2011

CRIANÇA É COISA SÉRIA

A TODAS AS CRIANÇAS E ÀS CRIANÇAS QUE EXISTEM EM TODOS, MUITA PAZ E SAÚDE!

                 
  Poema da criança.
Dizes que sou o futuro,
Não me desampares no presente.
Dizes que sou a esperança da paz,
Não me induzas à guerra.
Dizes que sou a promessa do bem,
Não me confies ao mal.
Dizes que sou a luz dos teus olhos,
Não me abandones ás trevas.
Não espero somente o teu pão,
Dá-me luz e entendimento.
Não desejo tão só a festa do teu carinho,
Suplico-te amor com que me eduques.
Não te rogo apenas brinquedos,
Peço-te bons exemplos e boas palavras.
Não sou simples ornamento de teu carinho,
Sou alguém que te bate à porta em nome de Deus.
Ensina-me o trabalho e a humildade, o devotamento e o perdão.
Compadece-te de mim e orienta-me para o que seja bom e justo.
Corrija-me enquanto é tempo, ainda que eu sofra...
Ajude-me hoje para que amanhã eu não te faça chorar.

Autor: (Meimei/ Psicografado por Chico Xavier)

domingo, 9 de outubro de 2011

John Lennon

Hoje, se estivesse vivo, John Lennon completaria 71 anos.Para celebrar a data, está acontecendo em Nova york, uma exposição com desenhos e gravuras do ex-Beatle.
A exposição tem o título " Gimme Some Truth" e homenageia uma das canções do álbum " Imagine" de 1971.



Gimme Some Truth

John Lennon

I'm sick and tired of hearing things
From uptight, short-sighted, narrow-minded hypocritics
All I want is the truth
Just gimme some truth
I've had enough of reading things
By neurotic, psychotic, pig-headed politicians
All I want is the truth
Just gimme some truth
No short-haired, yellow-bellied, son of tricky dicky
Is gonna mother hubbard soft soap me
With just a pocketful of hope
Money for dope
Money for rope
No short-haired, yellow-bellied, son of tricky dicky
Is gonna mother hubbard soft soap me
With just a pocketful of soap
Money for dope
Money for rope
I'm sick to death of seeing things
From tight-lipped, condescending, mama's little chauvinists
All I want is the truth
Just gimme some truth now
I've had enough of watching scenes
Of schizophrenic, ego-centric, paranoiac, prima-donnas
All I want is the truth now
Just gimme some truth
No short-haired, yellow-bellied, son of tricky dicky
Is gonna mother hubbard soft soap me
With just a pocketful of soap
It's money for dope
Money for rope
Ah, I'm sick and tired of hearing things
from uptight, short-sighted, narrow-minded hypocrites
All I want is the truth now
Just gimme some truth now
I've had enough of reading things
by neurotic, psychotic, pig-headed politicians
All I want is the truth now
Just gimme some truth now
All I want is the truth now
Just gimme some truth now
All I want is the truth
Just gimme some truth
All I want is the truth
Just gimme some truth
Gimme Some Truth (tradução) Me dê um pouco de veradeJohn Lennon Revisar tradução
Estou cansado de ouvir coisas vindas de hipócritas
estressados, míopes e intolerantes.
Tudo que quero é a verdade.
Me dá só um pouco da verdade.
Estou farto de ler coisas vindas
de políticos de cabeça-de-suíno, neuróticos e
psicóticos.
Tudo que quero é a verdade.
Dê-me um pouco da verdade.

Nenhum filho de um Tricky Dicky,
de barriga amarelada e cabelinho curto
vai poder me amamentar, me ensaboar
por um simples maço de otimismo,de dinheiro para
drogas e de dinheiro para uma corda.Eu estou enjoado
de ver coisas vindas de chauvinistazinhos da mamãe,
condescentes e secretistas.
Tudo que eu quero é a verdade.
Dê-me um pouco da verdade, agora.
Estou farto de assistir cenas
de primeiras-damas esquizofrênicas, egocêntricas e
paranóicas.
Tudo que eu quero é verdade, agora.
Dê-me um pouco da verdade.

Nenhum filho de um Tricky Dicky,
de barriga amarelada e cabelinho curto
vai poder me amamentar, me ensaboar
por um simples maço de otimismo,
de dinheiro para drogas
e de dinheiro para uma corda.


terça-feira, 4 de outubro de 2011

DIA DOS ANIMAIS

04 de Outubro é o Dia dos Animais,mesma data em que se comemora o Dia de São Francisco de Assis, protetor dos animais.


Hoje, postaremos um texto de BradleyTrevor Greive, indicado pela professora Isabel Moura.
" Seria muita ingenuidade pensar na natureza como um todo homogêneo quando, na verdade, estamos diante de um número incontável de indivíduos. Os animais são tão diferentes entre si quanto nós, unidos apenas pelos desejos básicos que motivam todos os seres vivos: procurar o prazer, evitar a dor e, talvez mais do que tudo, toda criatura viva quer ser LIVRE para viver a vida do jeito que bem entender."