quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Você sabe o que é a Amazônia Azul?


O Brasil é internacionalmente conhecido pela beleza de suas praias e de seu litoral. Basta irmos além da espuma das ondas para verificarmos que o mar torna-se um elemento quase que desconhecido  da maioria dos brasileiros.Pouquíssimos brasileiros se dão conta de que metade do território nacional enconytra-se debaixo d’água, a leste da linha da costa.
O objetivo da criação da Amazônia Azul é fazer com que os pesquisadores comecem a dar mais atenção ao potencial marítimo brasileiro. Apesarde quase a totalidade da população brasileira viver a menos de 200 quilômetros do litoral, o conhecimento que se tem sobre o potencial estratégico e econômico marítimo ainda é muito pequeno. Por isso, além de proteger o imenso mar territorial que cerca o país, um dos grandes desafios é garantir soberania para fins de exploração, conservação e gestão dos recursos naturais.
A Amazônia Azul é uma área formada pela soma as Zona Econômica Exclusiva e da Plataforma Continental. Conforme estabelecido pela Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, todos os bens existentes ao longo de uma faixa litorânea de 200 milhas marítimas de largura estão na denominada Zona Econômica Exclusiva.
A Plataforma Continental, que é o prolongamento natural da massa terrestre, pode ultrapassar essa distância, chegando a estender 350 milhas marítimas. Com isso, a Amazônia Azul ocupa uma área de cerca de 3,5 milhões de quilômetros quadrados. Diferentemente de como ocorre na Amazônia Verde, onde as fronteiras são muito bem demarcadas, na Amazônia Azul os limites das águas são linhas imaginárias sobre o mar. Isto porque o mar não possui limites físicos e, por isso, é muito difícil fiscalizar as ações marítimas. Verifica-se que mesmo já tomando conta, os abusos são bem grandes.
Portanto, para que o país consiga adquirir uma ampla estrutura capaz de fazer valer seus direitos de exploração do mar, é necessário estabelecer a adoção de políticas bem definidas para a exploração racional das riquezas da Amazônia Azul.

Nenhum comentário: