quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Campanha de Vacinação contra a Hepatite B no Rio de Janeiro

No último dia 1º de setembro, a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro iniciou  a campanha de vacinação contra a Hepatite B para jovens de 11 a 19 anos.A vacina será dada em três doses, sendo que a segunda dose será em outubro e a terceira em março de 2011.
A Hepatite é uma doença muito séria, por isso é importante que os jovens se protejam.

A Hepatite é uma doença infecciosa e a sua causa é um vírus, o HBV. Este provoca a inflamação das células hepáticas (do fígado). A transmissão ocorre pelo contato com o sangue ou secreções corporais contaminadas pelo vírus. Desta forma, o vírus pode ser transmitido através de transfusões de sangue, relações sexuais sem preservativo (camisinha) e agulhas, seringas e objetos perfurocortantes compartilhados. Outra forma de transmissão é da mãe para o filho, durante a gestação, no momento do parto e, em raros casos durante a amamentação. O vírus portanto, pode ser transmitido após o parto, através de instrumentos cirúrgicos e odontológicos. Não se adquire hepatite B através de talheres, pratos, beijo, abraço ou qualquer outro tipo de atividade social aonde não ocorra contato com sangue.
O vírus fica incubado por cerca de 30 a 180 dias. O vírus da hepatite B é resistente, chegando a sobreviver sete dias no ambiente externo em condições normais e com risco de, se entrar em contato com sangue através de picada de agulha, corte ou machucados (incluindo procedimentos de manicure com instrumentos contaminados), levar a infecção em 5 a 40% das pessoas não vacinadas (o risco é maior do que o observado para o vírus da hepatite C - 3 a 10% ou o da AIDS - 0,2-0,5%).
 A vacina para a hepatite B é altamente efetiva e praticamente isenta de complicações (pode causar apenas reações no local da injeção). Como a hepatite B é uma das principais causas de câncer de fígado no mundo, a vacinação não previne apenas a hepatite como também o câncer. Mais de 80 países já adotaram a vacinação de toda a população como estratégia de combate à doença. A vacina consiste de fragmentos do antígeno da hepatite B HBsAg, suficiente para produzir anticorpos mas incapaz de transmitir doença.
  A dose da vacina é de três injeções intramusculares, sendo a segunda após 1-2 meses e a terceira cinco meses após a primeira. Neste esquema, 95% produzirão os anticorpos e, nestes, a proteção contra a hepatite é próxima de 100%. A imunidade costuma durar pelo menos 10 anos, mas pode persistir por toda a vida, podendo ser avaliada por exame de sangue.
  A vacina é indicada em todas as crianças e adolescentes até 18 anos. Entre adultos, deve ser utilizada em pessoas de alto risco (trabalhadores da área da saúde, homossexuais, usuários de drogas endovenosas e outros). A vacina está disponível gratuitamente na rede pública de saúde. Gravidez, amamentação e uso de antibióticos não contra-indicam a vacinação

Nenhum comentário: