terça-feira, 21 de setembro de 2010

21 de Setembro - Dia da Árvore

Neste dia da árvore deixo com vocês  um lindo texto que guardo como um dos meus prediletos. Aproveitem.




Toda criança precisa fugir para um lugar só seu de vez em quando. Alguns fazem isso com amigos imaginários, outros montam cabanas debaixo da cama. Eu tive uma árvore. Uma jabuticabeira enorme, nos fundos do quintal, cercada por um tapete de folhas que estralavam quando eu chegava perto. Por muito tempo, ela foi só mais uma das plantas da minha avó. Até o dia em que encontrei o jeito para escalar sua copa. Era apoiar um dos pés no meio do tronco, agarrar o galho de cima e dar um impulso. 1,2 e... Estava lá em cima. Começava a exploração. Cada galho exigia uma técnica diferente para ser alcançado e me equilibrar. Quando cansava, era só achar um canto com boa vista. Ficava quietinha, brincando com as cascas ásperas e escuras que se soltavam fácil, revelando a pele branca e lisa da madeira por baixo. Espiava de cima minha avó cuidando do quintal, meu irmão caçula brincando, os cachorros preguiçosos no gramado. Às vezes me chamavam de casa, mas eu fingia não ouvir. Onde eu estava, ninguém podia me alcançar. A jabuticabeira era minha fortaleza, minha torre do castelo, meu lugar. Só meu.
Perdi minha amiga em uma mudança de casa. E acho que até hoje procuro outro lugar onde me sinta tão segura como em seus galhos.
Texto de Claudia Inove

Nenhum comentário: